Periodontista

Periodontista: Saiba tudo sobre essa especialidade da odontologia

Você já ouviu falar em periodontista? Quando pensamos na saúde bucal, logo vem em nossa mente a estética dos nossos dentes, não é mesmo? Mas o que poucas pessoas sabem é que, assim como nossos dentes, a saúde da gengiva também é extremamente importante.

Por isso, iremos abordar hoje sobre a periodontia, uma especialidade da odontologia responsável por cuidar das gengivas e das estruturas que garantem o suporte dos nossos dentes.

Navegue pelos tópicos abaixo e encontre mais informações relevantes:

  • Especialidades da periodontia
  • O que causa problemas nas gengivas?
  • Quais as principais doenças da gengiva?
  • Quais os principais sintomas de uma gengiva prejudicada?
  • FAQ exclusiva: Periodontista
  • O que prejudica a saúde das gengivas?
  • Quais os cuidados básicos para uma gengiva saudável?
  • Quando procurar um periodontista?

Assim como outros problemas, as doenças periodontais geralmente são causadas pelo acúmulo de placas bacterianas, que pode ser gerada por diferentes fatores, como má escovação, higienização inadequada, dentre outros.

Quando apenas as gengivas são atingidas pelo excesso dessas placas, a doença é conhecida como gengivite. Agora, quando o osso que sustenta os dentes começa a ser afetado, já pode ser considerado como periodontite.

Essas duas são as principais doenças tratadas por essa especialidade, e com ajuda de uma limpeza focada na remoção de placas, o tratamento tende a gerar ótimos resultados.

Além disso, quando o paciente procura um dentista especializado em periodontia,ele irá orientá-lo sobre como realizar uma higiene oral exclusiva e direcionada para cada doença bucal.

Especialidades da periodontia

A odontologia possui muitas especialidades dentro de si e cada uma é responsável por cuidar de uma particularidade bucal. Neste sentido, dentro da periodontia também existem diferentes especialidades.

Separamos a seguir quais são essas especialidades e como cada dentista especialista em periodontia trabalha. Confira:

Na periodontia clínica, o dentista especialista em gengiva realiza procedimentos que fazem a prevenção de problemas no periodonto ou o tratamento de doenças já existentes.

Na prevenção, ele atua realizando, como exemplo, a profilaxia dentária e a tartarectomia. Essas técnicas servem para remover o acúmulo de placa bacteriana e tártaro, que podem desencadear inflamações e infecções na gengiva.

Já no tratamento, o dentista que cuida da gengiva avalia o estado do paciente e verifica o que é necessário ser feito para recuperá-la. Na maioria das vezes, ele sugere uma limpeza para remoção de tártaros ou qualquer acúmulo de sujeiras.

Além disso, a periodontia clínica também é responsável por recuperar tecidos perdidos, como no caso do enxerto gengival ou ósseo.

Esse é um tratamento mais indicado para pacientes que desejam colocar implantes dentários, mas que não possuem a quantidade de ossos suficientes.

Na periodontia médica, o profissional realiza o acompanhamento de pacientes que desenvolveram problemas nos tecidos periodontais em decorrência de doenças sistêmicas.

Também inclui pacientes que tiveram o agravamento desses problemas em função de outras doenças, como é o caso de pessoas que possuem:

  • Diabetes;
  • Alzheimer;
  • Aterosclerose.

Outros casos são pessoas com as seguintes características:

  • Mulheres gestantes;
  • Pacientes que sofreram acidente vascular cerebral;
  • Fumantes;
  • Entre outros.

Periodontia estética

Por fim, temos a periodontia estética, que é a especialidade destinada a valorizar o sorriso dos pacientes, muito procurada inclusive por pacientes que possuem gengivas grandes.

Nesse caso, dentista que trata gengiva intervêm no tecido ósseo e gengival para alcançar a harmonia e simetria necessária.

Duas técnicas realizadas para esse fim são conhecidas como recessão gengival ou gengivoplastia. Ambos tratam as gengivas para que tenham a quantidade certa de tecido para cobrir os dentes e tenham bordas harmônicas para realçar seu formato.

O que causa problemas nas gengivas?

A saúde bucal vai muito além da estética, e quando não cuidada da forma correta, pode causar diversos impactos negativos na qualidade de vida e no desempenho diário dos pacientes.

Para que nada prejudique sua saúde da boca, especialistas recomendam cuidados simples, mas que devem ser adotados diariamente, como escovação dos dentes, cuidados com a alimentação, entre outros.

E dentre os cuidados diários, é recomendado também que todos dêem atenção não somente aos dentes, mas também às gengivas, pois são elas as responsáveis por dar uma sustentação adequada aos seus dentes.

E o que poucos sabem é que grande parte dos problemas bucais começam na gengiva, e pode ser causada por:

  • Má escovação;
  • Falta de higienização;
  • Alcoolismo ou tabagismo;
  • Medicamentos contraceptivos;
  • Alterações hormonais;
  • Déficits no sistema imunológico;
  • entre outros.

Por isso, o dentista especialista em gengiva sempre recomenda a avaliação completa das nossas gengivas ao fazer a higienização. A melhor maneira de identificar alterações nelas é por meio da análise da sua aparência.

Se reparar mudanças estruturais, na cor ou sangramentos durante a escovação, podem ser sinais de que algo está errado. Caso seja notado, procure imediatamente um profissional periodontista.

Quais as principais doenças da gengiva?

Como vimos, as doenças da gengiva podem estar relacionadas a vários fatores, sendo mais comum em pacientes que não realizam a higienização adequada ou mesmo em pessoas que utilizam certos medicamentos.

E dentre as principais doenças na gengiva, podemos destacar:

Gengivite

A gengivite é uma das doenças mais comuns na gengiva, podendo ser causada por vários fatores, como má higienização, uso inadequado de medicamentos, tabagismo entre outros.

Em alguns casos, a gengivite aparece também quando o paciente fica dias sem utilizar o fio dental ou sem dar a devida atenção para a escovação.

Geralmente, ela não causa nenhuma dor ou desconforto. Por essa razão, é muito comum que os pacientes não busquem atendimento imediato. Com isso, o problema pode se agravar cada vez mais.

Vale lembrar ainda que a gengivite pode causar sangramento gengival, mas nem sempre esse sangramento pode estar relacionado a essa doença.

Por isso, sempre consulte um profissional para que ele possa avaliar e diagnosticar com antecedência.

Periodontite

A periodontite é a gengivite não tratada, ou seja, acontece muito com aqueles pacientes que não levam a sério os sinais de sangramento ou vermelhidão.

Essa fase da doença é mais grave e pode trazer consequências significativas para os pacientes.

Isso acontece porque, com o passar do tempo, a gengivite vai se espalhando e a placa bacteriana começa a atingir a parte inferior da gengiva.

Muitos pacientes não possuem o conhecimento, mas a periodontite é um problema tão avançado que, se não for cuidado a tempo, é possível que o tecido necrose.

Entre os sintomas associados à doença periodontal, destacamos:

  • Mau hálito;
  • Sangramento avançado;
  • Vermelhidão;
  • Dores na região afetada;
  • Amolecimento dos dentes.

Periodontite avançada

Já a periodontite avançada é aquela que não foi tratada desde o início e já se agravou profundamente.

Quando a gengivite chega no estágio avançado, os ossos são severamente afetados. Além disso, os nervos também podem estar afetados pela inflamação, associadas a um nível mais alto de bactérias no interior dos dentes.

Quando o paciente chega nesse nível, é provável que comece a perder seus dentes, pois a raiz está prejudicada e já não consegue manter os dentes fixados.

Mas a perda dentária é apenas um dos efeitos da doença avançada. Além disso, os pacientes com este diagnóstico correm o risco de sofrer uma série de complicações, como: doenças cardíacas, doenças do aparelho respiratório, hepatite, diabetes, etc.

O surgimento dessas outras doenças está relacionado diretamente com a placa bacteriana.

As bactérias, que estão na parte inferior da gengiva, tendem a entrar na corrente sanguínea e podem ser transportadas para outros órgãos do corpo, causando danos significativos à saúde em um todo.

Por essa e outras razões, sempre devemos ter em mente que nossa saúde começa pela boca.

Manter uma alimentação balanceada, visitar um dentista geral ou, quando necessário, um dentista periodontia regularmente, para estabelecer os cuidados com a sua higiene bucal contribuindo para uma vida mais saudável.

Quais os principais sintomas de uma gengiva prejudicada?

Muitas pessoas vão ao dentista somente ao sentir dor ou incômodo em alguma região da boca, se esquecendo de realizar ao menos uma avaliação preventiva.

Mas o que muitas pessoas não sabem é que os problemas nos dentes ou mesmo nas gengivas podem iniciar de maneira quase imperceptível e ir se agravando cada vez mais.

Por isso, a recomendação é que todos visitem o dentista ao menos 2 vezes ao ano para avaliar toda a saúde bucal, a fim de garantir a saúde completa.

E em relação aos sintomas de uma gengiva prejudicada, você sabe quais são eles?

Acompanhe a seguir:

Mudanças na coloração

Uma gengiva saudável tende a ter a cor rosada e uniforme, se assemelhando a uma coloração um pouco mais pálida.

Portanto, sempre que notar alterações na cor, como uma coloração mais avermelhada ou com pequenas manchas, é importante procurar por um periodontista.

Algumas alterações podem também ser indicativas de outros problemas, mas nunca deixe a situação piorar. Assim que notar a alteração, já marque uma visita o quanto antes.

Sangramento

Mesmo que o sangramento possa estar fraco, é importante saber que ele não é nada comum e pode indicar que algo não está normal.

Esse sangramento pode ocorrer durante a escovação, ao utilizar o fio dental ou até mesmo, em situações esporádicas, como ao morder um alimento mais duro.

Portanto, sempre fique de olho. Se sua gengiva não costumava sangrar e do nada iniciou um sangramento, independentemente da intensidade, é importante se consultar com um profissional.

Retração

A retração, também conhecida como recessão gengival, é um problema que ocorre quando o tecido da gengiva diminui.

Em alguns casos, a gengiva pode se retrair e passa a expor mais os dentes, dando a impressão que eles cresceram.

A retração gengival é ocasionada por uma infecção e, se não cuidada com antecedência, pode gerar a perda do dente ou causar grande sensibilidade.

Por isso, é fundamental buscar auxílio de um dentista especialista em retração ao notar essa eventualidade.

Lesões

As lesões são feridas pequenas ou médias que podem surgir em qualquer parte do organismo, mas é bastante comum em mucosas.

Também conhecidas como aftas, elas indicam que há um desequilíbrio na região bucal, muitas vezes, surgindo pela ação de bactérias prejudiciais à saúde.

O aparecimento dessas pequenas lesões também pode estar relacionada a outros problemas, como distúrbios gastrointestinais. Mas, como já dito anteriormente, sempre que aparecer algo anormal, procure se consultar com um especialista;

Mau hálito

O mau hálito, também conhecido como halitose, é um sintoma que pode ocorrer a partir de diversos fatores ou doenças, como má escovação dos dentes e da língua, tabagismo, alcoolismo, infecções bucais, problemas estomacais, uso inadequado de medicamentos, entre outros.

Entretanto, ele também pode ser indicativo de problemas na gengiva, já que as bactérias causadoras dessas doenças produzem compostos que liberam o mau cheiro;

Inchaço

O inchaço também é um sintoma bastante comum em qualquer região do corpo que esteja com alguma inflamação, seja ela externa ou interna. E com a gengiva não é diferente.

Se perceber que suas gengivas estão inchadas ou teve qualquer outra alteração, é importante buscar ajuda médica, pois pode ser alguma doença bucal;

Dor

As dores também são bem comuns em casos de doenças da gengiva ou dos dentes.

Mesmo que a dor esteja apenas no início, é importante não se automedicar e ir imediatamente buscar auxílio de um periodontista.

Dentes amolecidos

Por último temos os dentes amolecidos, que é um dos sintomas mais agravantes da doença.

Em casos de gengivite avançada, a doença faz com que os dentes percam a sustentação e fiquem moles, o que pode acabar gerando até mesmo quedas.

Além disso, há casos onde a própria raiz é prejudicada e não consegue mais segurá-los.

FAQ exclusiva: Periodontista

Assim como qualquer outra especialidade, a odontologia é de extrema importância na vida de todos. Somente ela prevê, trata e cura diferentes doenças relacionadas à saúde bucal, como mau hálito, tártaros, gengivites, cáries, entre outras.

Por isso, especialistas recomendam a visita a uma clínica odontológica ao menos 2 vezes ao ano, assim é possível manter uma frequência maior e garantir que nossos dentes e boca estejam saudáveis, assim como o resto do nosso corpo.

Mas se você ainda tem dúvidas e deseja saber mais sobre a importância da saúde bucal, fique a vontade para saná-las com as questões a seguir.

O que prejudica a saúde das gengivas?

A saúde bucal é a porta de entrada para que outras doenças possam surgir no decorrer do tempo.

Isso porque, como já mencionado anteriormente, as bactérias acumuladas nos dentes ou gengivas podem percorrer pela nossa corrente sanguínea e ir ao encontro dos nossos órgãos, fazendo com que outras doenças comecem a surgir.

Para que isso não aconteça, é importante que todos visitem o dentista ou periodontista frequentemente e que não adotem hábitos que possam ser prejudiciais.

Dentre os hábitos que prejudicam a saúde dos dentes e das gengivas, podemos destacar:

Consumo de bebidas alcoólicas em excesso

A bebida alcoólica contém substâncias que danificam os tecidos da boca. E ao consumir álcool diariamente ou sem controle, pode acabar interferindo na sua saúde bucal e prejudicando gengivas, bochechas e dentes.

Tabagismo

Outro inimigo da saúde dos dentes e gengivas é o tabagismo, que além de deixar os dentes amarelados, causa inflamação gengival, doenças periodontais e até mesmo mau hálito.

Roer as unhas

Ao roer as unhas, todos os germes e bactérias presentes entrarão em contato com a boca e com os dentes, ficando alojados e prejudicando a saúde bucal dos pacientes.

Ficar em jejum por muito tempo

Quando o indivíduo fica muito tempo sem ingerir nenhum tipo de alimento, o organismo começa a liberar ácidos graxos, o que acaba prejudicando a saúde bucal.

Essas substâncias liberadas além de prejudicar a saúde dos dentes também causam mau hálito.

Uso inadequado de medicamentos

O uso de medicamentos inadequados ou não indicados por especialistas também podem ser prejudiciais à saúde bucal.

Por isso, é apenas recomendado o uso de medicamentos indicados por profissionais;

Má higienização

Por fim temos a má higienização, que é a principal inimiga da saúde bucal.

A escovação é recomendada no mínimo 3 vezes ao dia, precisando ser feita após cada refeição principal e antes de dormir.

Além disso, ela deve ser realizada com o auxílio de uma escova macia para não machucar a gengiva.

Quais os cuidados básicos para uma gengiva saudável?

Quando falamos na saúde bucal, sempre pensamos no visual dos nossos dentes e esquecemos da parte principal que é responsável por sustentá-los, que é a gengiva.

E manter esse tecido saudável faz toda diferença não apenas para o visual, mas também para a saúde do resto do corpo e para a qualidade de vida.

Por isso, assim como os dentes, elas também merecem atenção exclusiva com cuidados que não podem ser deixados de lado.

Dentre os cuidados estão:

Escove seus dentes e gengivas suavemente

Sempre que escovar seus dentes, procure utilizar escovas macias e não coloque força sobre eles.

Passe o fio dental de maneira leve e suave

Algumas regiões podem ser mais sensíveis que outras e ao passar fio dental pode haver sangramento. Por isso é importante que passe o fio dental de maneira leve e sem fazer muita força.

Adote uma alimentação balanceada

Para manter seus dentes e gengivas sempre lindos e saudáveis, é importante também que adote uma alimentação mais equilibrada, evitando o consumo excessivo de alimentos gordurosos ou doces.

Visite um dentista ou periodontista frequentemente

O dentista especializado em gengiva vai te auxiliar da melhor forma possível ao notar alguma irregularidade nos seus dentes ou gengiva, além de curar e prescrever um tratamento eficiente.

Quando procurar um periodontista?

Muitos acreditam que devem procurar um dentista apenas em casos de dores, desconfortos ou quando notam algo de diferente na boca, mas se enganam.

O ideal é que a visita ocorra sempre que necessário e que o retorno seja obedecido pelo paciente, assim o profissional consegue acompanhar seus dentes com frequência, evitando que qualquer problema ocorra.

Por isso, é importante lembrar que devemos sempre priorizar nossa saúde bucal como qualquer outra parte do corpo, pois se não cuidada da maneira correta, pode acarretar em vários danos.

Mas você sabe quando deve procurar ajuda de um dentista periodontista? Veja a seguir:

Quando notar sangramento gengival

Independentemente se o sangramento for pouco ou muito. Se sua gengiva começar a sangrar, procure um dentista para gengiva imediatamente, pois esse especialista poderá lhe guiar da melhor maneira.

Alterações na cor

A cor da gengiva pode mudar e ficar avermelhada em casos de doenças gengivais. Por isso, sempre que for escovar, fique de olho e procure um profissional caso for necessário.

Mau hálito

O mau hálito pode estar associado a muitas razões, seja por tabagismo, alcoolismo, má escovação ou mesmo falta de higienização.

Mas se notar um mau hálito repentino, é importante que não deixe de marcar uma consulta com seu médico, pois pode ser indício de algum problema bucal.

Hipersensibilidade radicular

A hipersensibilidade nos dentes é um problema que pode aparecer em adolescentes ou adultos de diferentes idades e geralmente indica a exposição indevida de um tecido inervado, também conhecido como dentina radicular.

A maioria dos pacientes se queixam da hipersensibilidade ao comer algum alimento doce ou mesmo ao se alimentar com algo quente ou gelado.

Para esses casos, é recomendado buscar ajuda de um profissional, assim ele saberá avaliar, informar e orientar a melhor maneira possível para acabar ou amenizar seu desconforto.

Dentes amolecidos

Os dentes amolecidos podem ser sinal de uma periodontite avançada e pode afetar adultos de diferentes idades.

Ao anotar o enfraquecimento, amolecimento ou mesmo queda, vá imediatamente ao seu dentista especialista em gengiva.

Formação excessiva de tártaro

O tártaro é gerado através do acúmulo de placa bacteriana não removida durante a escovagem ou passagem do fio dental.

Esse tártaro tende a acumular cada vez mais nos dentes, próximos a gengiva, e acabam prejudicando a saúde bucal em um todo.

Retração gengival

A retração gengival acontece quando o tecido da gengiva diminui, dando a sensação de aumento dos dentes.

Esse problema pode se dar através de inúmeros fatores, mas o mais comum é a escovação e higienização mal realizada.

Isso porque ignorar bons hábitos de higiene gera o acúmulo de placa bacteriana na superfície dos dentes, o que causa inflamações gengivais, e consequentemente, pode resultar na retração.

Sendo assim, um especialista em gengiva retraída irá mostrar como será o tratamento para esse problema.

Espaços maiores entre os dentes

Problemas na gengiva também podem acarretar em espaçamentos maiores entre os dentes, isso porque com a gengiva inflamada, o movimento pode acontecer de maneira mais facilitada.

Ao notar qualquer um desses fatores mencionados acima, não deixe de consultar seu dentista ou um periodontista e pedir uma avaliação imediata.

Ressaltamos também a importância de procurar por uma clínica odontológica de confiança e que trabalhe em conjunto com uma clínica especializada em periodontia, assim é possível garantir sua segurança e um trabalho totalmente eficiente.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Consulta Ideal atende Periodontista:



Encontre os melhores dentistas da sua região agora mesmo!

Assim que inserir sua localidade, vamos te mostrar uma lista com os dentistas próximos a sua região.

Informações