cirurgia oral

Cirurgia oral

A Cirurgia oral é uma especialidade odontológica que tem como objetivo a prevenção, o diagnóstico e o tratamento cirúrgico e coadjuvante das doenças, traumatismos, lesões e anomalias congênitas e adquiridas do aparelho mastigatório, estruturas craniofaciais e anexos, incluindo os dentes. Tal especialidade envolve o atendimento ambulatorial em consultório odontológico, assim como o atendimento emergencial em âmbito hospitalar e procedimentos cirúrgicos hospitalares, sempre priorizando a restauração da função e da estética crâniomaxilofacial dos pacientes necessitados.

Cirurgia oral é uma das sub-especialidades da cirurgia bucomaxilofacial, que envolve o diagnóstico, tratamento e acompanhamento de dentes indicados para extração, pequenas lesões, traumatismos de menor intensidade e defeitos da boca, maxilares e regiões adjacentes.

Dentes inclusos para cirurgia oral

Os dentes do siso (últimos molares) são os dentes que mais frequentemente se encontram inclusos nos maxilares, isto é, não erupcionam. Outras vezes, estes dentes encontram-se mal posicionados nas arcadas, devendo igualmente ser extraídos. Existem algumas complicações caso a cirurgia oral não seja realizada, são elas:

  • Cáries dentárias nos dentes adjacentes;
  • Patologias como cistos e tumores;
  • Parestesias (alterações da sensibilidade);
  • Pericoronarites (inflamação das mucosas);
  • Apinhamento dentário (mal posicionamento dos dentes).

O pós-operatório

Precauções devem ser tomadas em todas as etapas do processo, inclusive após ele. Há cuidados que devem ser cumpridos à risca para evitar problemas e complicações, mas grande parte dos pacientes não os cumpre. A eficiência de uma cirurgia oral ou de implante dentário, ou extração de siso não depende somente do seu planejamento. Os cuidados no pré e pós-operatório são fatores preventivos de possíveis complicações, além de assegurar resultado satisfatório e mais rápido. O corpo humano, após qualquer intervenção cirúrgica, precisa de um tempo para se regenerar. O sistema imunológico fica abalado, a circulação sanguínea precisa trabalhar o dobro. A cicatrização e a eliminação de líquidos consomem uma energia muito grande do paciente. Por esse motivo é importante seguir as orientações do médico no pré e no pós-operatório.

Desconfortos são esperados após o procedimento, é importante ter sempre alguém por perto para ajudar nas tarefas. Repouso é fundamental e previnem o aumento do edema (inchaço), dor, hemorragias e infecções. Os três primeiros dias são fundamentais para a estabilização inicial do coágulo sanguíneo, é neste período vai ser determinante para um bom resultado pós-operatório sem complicações.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Consulta Ideal atende cirurgia oral:



Informações